O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais e ajudar a esclarecer duvidas sobre a nossa complexa realidade.

Aqui irei expor textos, reflexões, videos, imagens e etc. relacionados com os seguintes assuntos:
Psicologia, Teologia, Espiritualidade, Filosofia, Antropologia, Sociologia e o funcionamento do sistema em geral.

Não esperamos que acreditem no que é apresentado aqui sem primeiro investigar por vocês mesmos, e nós insistimos que vocês o façam!
O que é postado aqui são apenas perspectivas e não "verdades absolutas", com isso quero dizer que não tentarei convence-los, mas estimula-los a irem além do que conhecem, ou acreditam conhecer.
Busquem informação e ajudem a dissemina-la! Com informação vem conhecimento, com conhecimento sabedoria, a sabedoria lhe aproxima da verdade.... e a verdade o libertará!
Ouça a todos, não siga ninguém.
A única revolução é a SUA Evolução da Consciência!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

A Ilusão de Tempo e Espaço [Matrix]

OBS: Recomendo que quem estiver recém começando a estudar sobre estes assuntos primeiramente ver esta postagem: A Singularidade
  • O que é realidade?
Realidade significa em uso comum "aquilo que é", ou ainda "tudo o que existe" seja ou não perceptível, acessível ou entendido pela ciência, filosofia ou qualquer outro sistema de análise.
Mas o que é? Nós sabemos tudo que existe? Claramente não, e isto torna esse conceito algo muito relativo.
Vídeo de Introdução

  • A Ilusão
Quando Buda disse “Tudo é ilusão”, ele não quis dizer que nada é real. Ele quis dizer que as nossas projeções mentais sobre o que achamos que é a realidade são ilusões, e também quis dizer que os elementos que formam o universo e cada forma que nós vemos (solida, liquida, gasosa ou plasmática) se forem pegas e vistas a nível subatômico elas não existem de fato, ou pelo menos não existem como nós imaginávamos que elas existiam, como "matéria física", rígida. Portanto tudo que vemos é uma ilusão, por causa de seu molde ou forma e não por sua essência real. Para o Budismo tudo é a mente, e essa ideia vem ganhando espaço no âmbito cientifico atualmente, pois mesmo que haja um mundo fora de nós mesmos, toda a nossa percepção da realidade é um acontecimento dentro do nosso sistema nervoso.

Graças a física, a física quântica e a lógica, podemos começar entender de forma cientifica e simples como a realidade funciona e que esse termo pode ser muito relativo. Basta saber que todo universo conhecido é composto por átomos, e os átomos não são sólidos. Os elétrons orbitam em volta do núcleo, mas eles nunca se encostam, assim como você nunca encostou em nada na sua vida, pois os elétrons que orbitam o átomo se repelem (cargas negativas se repelem e o elétron é uma partícula negativa), logo o que você sente através do sentido não é nada mais que impulsos elétricos que trafegam em nosso sistema nervoso em direção ao cérebro, que por sua vez decodifica esses impulsos.

Toda essa "realidade física" de 3 dimensões(Altura, larguraprofundidade = Espaço. São 4 se você contar o Tempo. Não confundir Dimensões com Densidades/Planos) é percebida pelos nossos 5 sentidos, visão, audição, olfato, tato e paladar, que são todos apenas sinais elétricos interpretados por nossos cérebros.
Um bom exemplo disso são as imagens que você está vendo no seu computador, que são criadas a partir da interpretação digital de códigos binários. Em 1713  um matemático suíço, chamado Leibnitz, criou as bases do sistema matemático binário, onde os valores são expressos em função dos estados "1" (ligado, positivo) e "0" (desligado, negativo). Foi a partir daí que foi possível o desenvolvimento dos sistemas binários que é a base dos computadores.
Como podem meros números criarem tudo que vemos digitalmente? Como alguém criou isso? Foi possível porque a mente humana é programada para reproduzir padrões, a realidade digital é uma réplica mais ou menos similar a realidade que chamamos de "material". O próprio Leibnitz indicou a semelhança entre seu sistema binário e o I-Ching, que são 64 variações de Yin e Yang, ou seja, vazio e o conteúdo, negativo e positivo.
Sendo assim, podemos dizer que TUDO que ocupa espaço são partes de um sistema de códigos. Nossos corpos são um conjunto de códigos programados para interpretar mais codigos. Esse conglomerado ou esse conjunto de códigos que forma quem nós somos está contido numa "chave biológica" chamado DNA, o nosso Código Genético.

Conjunto de Mandelbrot + Cubo de Metatron
Pesquisar: Fractais
 Ao meu ver, devido a perfeição de toda criação em sua total complexidade, é seguro dizer que a estrutura do universo em que nós estamos tem um design inteligente por trás de sua criação, não de um "deus" que pensa e criou o universo, mas da consciência que É o universo.
Como vimos antes (Spirit Science), existem padrões matemáticos e geométricos específicos que se repetem em todos os aspectos da existência em uma forma ou de outra. Esses padrões são partes da estrutura, e são as chaves para compreendermos melhor a nossa consciência e como funciona essa matrix complexa que é a existência em si, mas isso é algo para o futuro, vamos manter o foco no tópico.
Também é importante destacar que esse texto expressa apenas uma visão sobre como essa estrutura de tempo e espaço funcionam, não é algo definitivo, estou dividindo meus estudos, vocês devem tirar suas conclusões baseadas em seus estudos.
  • A Estrutura
A física cartesiana considera espaço-tempo um sistema de coordenadas, dando a entender que o tempo também é um "local". Segundo a física cartesiana o universo funciona como uma máquina perfeita, um relógio cósmico com todas as suas engrenagens funcionando harmônica e automaticamente, sem intervenção de nenhuma força externa, a não ser a que originou essa estrutura (Singularidade), mas está força pode ser considerada também a estrutura em si, e não algo à parte dela. Se esse for o caso, isso significaria então que tudo já está determinado? Se tudo já está determinado como podemos fazer escolhas? Essa é a principal questão que quero abordar nesse texto: Escolhas. 
De fato, o "relógio" que chamamos de universo é perfeito (do latim: Perfetus - completo, acabado, feito, sem defeito, ideal), significando que está completo, não pode ser modificado, pelo menos não de dentro da estrutura. Essa afirmação não quer dizer que a sua vida já foi determinada, mas sim todas as possibilidades que a sua vida pode tomar dentro dessa máquina estão determinadas. Para entender isso é necessário compreender que somos nós que estamos atravessando o tempo e espaço, vivenciando sequências de eventos relativos a nossas escolhas(a nível consciente e inconsciente). Enquanto não existe um observador para perceber o que chamamos de realidade tudo se mantem em um estado de possibilidades (Pesquisar: Gato de Schrödinger) e não como fatos palpáveis.

Existem dois principais modelos sob qual as pessoas tendem a enxergar o Universo, o primeiro é a visão do mundo como uma criação, algo criado por um criador. Com a vinda da renascença e o surgimento da ciência foi descartada a ideia de um criador pelos intelectuais da época, mas o mesmos decidiram manter a ideia de criação, e então nasceu o segundo modelo, o qual podemos chamar de "totalmente automático", um Universo que fez a si mesmo. Essas duas visões são as que moldaram o pensamento ocidental nos últimos séculos.
Além destes dois modo de enxergar a existência, como uma "criação" ou como algo "totalmente-automático", eu gostaria de propor um terceiro modelo, que é muito comum em filosofias orientais como o Budismo e o Hinduísmo, algo que poderia ser chamado de "modelo dramático", onde o mundo não é algo feito ou criado, mas atuado, como uma peça em um teatro. A existência em si é o "drama" de deus, são bilhões de histórias sendo contadas das mais variadas maneiras, para que "tudo que é" enxergue as suas várias partes sem que elas anulem umas as outras. Deus nesse caso não seria apenas o criador, mas a própria criação, em outras palavras, a consciência está experimentando a si mesma dentro de si mesma, pois ela é tudo que existe.

  • Tempo e Espaço

Geometria do Torus.
Links1 e 2
Stephen Hawking cita no livro Uma Breve História do Tempo: "assim como o universo teve um princípio, nós poderíamos supor que tenha um criador", mas o criador que ele cita não é o deus bíblico, não é um deus pessoal, mas sim a Singularidade, a força por trás do Big Bang. Para Hawking, o Universo criou a si mesmo e não necessita de um criador à parte da sua criação. Também cita "estas leis (padrões pré-estabelecidos no momento da criação) podem ter sido decretadas originalmente por "deus", mas parece que ele tem deixado o universo evoluir segundo elas e não interveio até agora".
Um exemplo muito interessante que ele usou para explicar essa estrutura é o seguinte: Imagine uma bola com dois pontos, um representando o "começo"(Big Bang, a matéria sendo "expelida" da Singularidade) e o outro o "fim"(A matéria sendo comprimida de volta). Dentro dessa bola estão TODOS os eventos possíveis, e todas as possibilidades para esses eventos, sempre respeitando as leis da estrutura. Hawking disse que mesmo que a bola tenha um "começo" e um "fim", ela nunca termina, está sempre existindo, pois todos os momentos, todos os tempos e todos os espaços estão dentro dela.

A Singularidade
Seguindo essa lógica, de que só pode ser a nossa consciência que está em constante movimento através dessa realidade, e que o tempo não está em movimento, nós estamos, é importante destacar a importância de percebermos a eminente presença no agora, pois toda a percepção do passado está na nossa mente em forma de lembranças e formas-pensamento que montam a estrutura do ego, e todo futuro existe somente como projeções criadas baseadas em experiências passadas ou vindo da imaginação em si, a conexão com a sua Fonte, mas ainda assim, todos esses processos acontecem agora!
Cada momento é imóvel por natureza, nossa consciência vivencia momento após momento, assim como quando nós vemos um filme, vivenciamos frame por frame. Toda experiência é uma possibilidade valida para o universo, a variações geradas pelas nossas escolhas criam infinitas realidades paralelas,
levando em consideração que cada movimento que fazemos é uma escolha, que todo acontecimento é algum tipo de intenção consciente ou não, fica óbvio então que existem infinitas realidades paralelas que nós trocamos infinitas vezes por dia, por hora, por segundo, ou frações de segundo...
Cada realidade paralela pode ser considerada como UM FRAME de todo o “filme” que é o conjunto de todas possibilidades dentro da nossa realidade. 

A maquina do corpo humano foi programada pra se manter em uma linha de eventos similares pra evitar que o programador dentro do corpo fique louco e não exerça sua função como ser limitado.

A idéia de continuidade só existe por causa da ilusão de tempo e espaço. Na realidade, todos eventos são simultâneos, ou seja, existem no agora, esse momento universal é a nossa essência, é o que está observando a si mesmo. Nós somos os observadores, os programadores dessa Matrix, seguindo a ilusão de continuidade por questões de aprendizado, ou simplesmente para termos a experiência de nós mesmos através de infinitos diferentes olhos.
Como o universo segue padrões pré-estabelecidos, é natural pensar que todos momentos já estão de certo modo pré-estabelecidos também, digo de certo modo pois como foi dito antes, isso não diz respeito a sua experiência, essa é a característica desse universo, existem infinitas possibilidades de sequências de eventos dentro dessa estrutura, nossas escolhas que nos direcionam através desse mar de possibilidades, mas toda experiência que nós humanos temos é necessariamente uma experiência no presente, o resto são projeções na nossa mente.

O tempo não está em movimento, os anos de sua vida não foram a lugar algum, VOCÊ FOI!
Nós estamos limitados a receber apenas uma pequena porção de "bits"(informação) porque o nosso corpo não consegue conter tanta energia/informação, isso destruiria o ego antes dele estar pronto pra ser transformado.
Nós somos os programas sencientes criados para vivenciar e descobrir o universo, somos como sementes germinando para um dia brotar pra fora da limitação de Tempo e Espaço, talvez seja por isso nosso planeta se chama Terra, tendo em vista que os ocultistas tem plena consciência disso e a linguagem ocidental tem influencia direta dessas fraternidades. 
É por isso estamos passando por todas essas dificuldades/oportunidades, para aprendermos a sermos Luz na Escuridão e transformar a sujeira que criamos (individual e coletivamente).

Tendo em vista a existência de infinitas possibilidades e de que é a consciência que está atravessando o tempo/espaço, isso então significa que cada pessoa está vivenciando sua própria realidade paralela especifica dentro do Multiverso (totalidade de universos possíveis), isso significa que cada um de nós está no seu própria simulação de realidade, criado pela sua própria consciência.
Obviamente existem eventos onde nossas consciências "colapsam", em outras palavras 
se chocam ou se encontram, mas mesmo dentro desses eventos existem inúmeras possibilidades a serem vivenciadas, e cada consciência vivencia aquilo que for relevante para ela. Nossas simulações estão interagindo umas com as outras para se auto-descobrirem e revelarem seu algo a mais, seus diferenciais.
As escolhas sobre quais experiências serão relevantes não cabem somente ao lado consciente(ego), na verdade a maior parte é feita pelo lado inconsciente(Explicação Sobre a Dualidade). O trabalho do ego é escolher entre as opções oferecidas pela sua Fonte, que é a responsável pela criação da experiência em si, pois tudo está acontecendo dentro da Singularidade, dentro de você. Nossa essência sabe o que é melhor pra nós, pois ela sabe de tudo. Como? Porque ela É TUDO!

A Realidade está dentro da sua Consciência

Importante ressaltar: nada está traçado, o SEU futuro está sempre mudando. Todas possibilidades existem, a sua vida pode tomar qualquer rumo, pra melhor ou pior, o que define como você vai desenvolver o seu caminho e aprendizado é o personagem que você cria pra você, as suas escolhas em geral, o seu estado de consciência, se você alimenta sensações positivas, ou negativas, densas, isso que direciona sua vida.
Essa é a ideia verdadeira ideia da "Lei da Atração", você não só atrai as pessoas pra você, ou atrai as situações em geral, mas você É as pessoas e situações que tem experiencia. Isso não significa que estava traçado conhecer tais pessoas, ou vivenciar tal situação, pois muitas vezes devido a nossas escolhas acabamos por rejeitar ou até nem chegar as pessoas e situações que poderiam mudar a nossa vida pra melhor ou pior.
Nós estamos boa parte do tempo inconscientes das nossas escolhas, mesmo assim elas não deixam de ser escolhas.
O que podemos considerar como destino é a escolha do caminho que você fez a nível espiritual, o ego ainda tem o "livre arbítrio"(que na verdade é uma ilusão) de ignorar o que você oferece a si mesmo (em termos de experiência) e buscar satisfazer os desejos pessoais que ele acredita ser dele. Na Cabala, isso se chama inclinação para o "mal" (principio da segregação) é essa inclinação junto com a inclinação para o "bem" (principio da união) que permite ao individuo perceber a sua escolhas, e esse é o JOGO dessa realidade. Emboras ambos os caminhos são somente uma percepção (ponto de vista, opinião), o que realmente é importante é a lição. Buda ensinava os seus discípulos a caminharem pela estrada do meio, somente essa realmente liberta, pois enquanto estamos presos na dualidade, entre "bom e ruim", "certo e errado", estamos negando parte de nós, o que significa não iluminar a nossa sombra, e essa é a razão do sofrimento em todos os seus aspectos, é a segregação, a exclusão de nossas infinitas partes,

Oráculo explica o Livre Arbítrio ao Neo [Matrix: Reloaded]

  • Sobre o conceito de Ilusão
Ilusão é um termo que é erroneamente associado a mentira. Mas neste caso, o termo significa tudo aquilo que não é a "verdade absoluta", que é a soma de TODAS as verdades relativas.
É interessante compreender que ilusão não é algo “mal”, mas sim algo passageiro, é efêmero. A palavra “Ilusão” vem do Latin “ludare” (brincadeira) ou “iludare”("em jogo"/"brincando com..."), que também deu origem a palavra “iludir”. Todo esse plano físico, e os outros planos também, são ilusões. Não são a verdade absoluta, mas sim uma forma dela. Esses planos foram criados para "deus", ou em outras palavras, nós mesmos brincarmos. Para nós fazermos de conta que somos aquilo que não somos e jamais poderemos ser na realidade.

Tudo é um jogo, é só uma brincadeira, nada é real, todos sofrimentos e alegrias são ilusões, são oscilações criadas para dar a ilusão de movimento e de diferença.
O ego( e você quando acredita que é só o seu corpo ou a sua mente) pode não gostar disso, e achar que é injusto, mas essa não é uma escolha que cabe a nós, seres imperfeitos e incapazes de compreender, através do intelecto, a perfeição da existência. Mas é um erro colocar a culpa no ego, já que o mesmo só faz o que você manda (consciente e inconscientemente). Se o ego nos controla é porque nós demos tal permissão, demos tal poder a essa função mental que chamamos de "eu".

Então se qualquer coisa acontece na sua vida, aproveite ela como uma oportunidade.
Se você se enxergar como vitima (dos outros ou de si mesma) estará apenas se afastando da verdade e entrando em mais “brincadeiras”, e com uma mente indisciplinada e identificada com a vida física não será uma brincadeira divertida pra você.
A realidade física é um espelho do seu estado de consciência, arrume a sua consciência e você irá arrumar a sua vida.

Não Há Evolução Através do Medo
 Para alguns é difícil imaginar que tudo isso é apenas uma ilusão, estamos tão apegados a esse tipo especifico de existência, mas a realidade física é sim um tipo de ilusão mantida pela crença coletiva. Quando entendermos que cada um tem a sua realidade particular, a compreensão da ilusão ficará mais simples e a realidade mais "suave". Mesmo que existam eventos onde encontramos outras consciências dentro das nossas simulações de realidade, as pessoas que encontramos são versões adaptadas pela nossa própria consciência. Dentro desse "colapso", do encontro entre consciências, existem inúmeras possibilidades de experiências, a realidade de cada um depende do que fazemos, vivenciamos o que for relevante para o nosso desenvolvimento.
São as nossas crenças, opiniões, apegos e lições que ignoramos que influenciam em nos manter presos a coisas que dizemos que não gostamos, colocamos a culpa dos problemas enfrentados na realidade como sendo criado por uma causa externa, mas é justamente o oposto, uma, ou inúmeras deficiências internas geraram o desequilíbrio generalizado dos indivíduos, e do coletivo.
Nós criamos a prisão, nós temos que aprender a sair, ou melhor, transforma-la em algo mais produtivo do que prejudicial.

É por essa inconsciência que acabamos ficando presos em ilusões dentro de ilusões, caímos em quase completo esquecimento sobre a nossa essência, ficamos tão identificados com a ilusão que perdemos a parte mais importante de nós, com isso nosso mundo caiu em desgraça e acabamos por atrair as forças que controlam a sociedade atual.

 Gostaria de dar enfase que tentem compreender a existência de realidades paralelas e como isso se aplica na sua vida, como isso afeta a sua percepção da realidade. Devido a nossa aproximação do Ponto Zero, as realidades estão entrando em sincronia,  significa que nossas escolhas estão ficando cada vez mais definitivas e a realidade que iremos vivenciar será cada vez mais marcada pelas nossas intenções.
O Ponto Zero não é o fim do mundo, e nem o começo de um novo, mas sim, um update na nossa consciência e por consequência na nossa realidade, é um período de "não-tempo", onde todas as portas estão acessíveis para todos, por isso é preciso prestar atenção no que desejamos, pois podemos receber e descobrir que não é o que queríamos. Se lembrarmos que é a consciência que está atravessando o tempo e espaço, então se mudarmos nossa consciência mudaremos o mundo que vivenciamos, a realidade que estamos é simplesmente um reflexo das nossas crenças, nossas escolhas, nossa visão do mundo em geral. Isso pode parecer uma coisa difícil de acreditar, mas qualquer um que parar para refletir verá que é possível, e não é só possível, mas extremamente provável.

A Escolha Entre Amor e Medo

Uma das maiores lições aqui na Terra, se não a principal, é responsabilidade, por nossas ações, nossos pensamentos, nossas opiniões, nossos irmãos, nossas escolhas em geral.
Tudo que vivenciamos é resultado de uma intenção, a realidade que vivemos é o resultado das intenções que cultivamos, podemos nos enganar e dizer que somos vitimas da vida, das pessoas, situações, ou até negar a existência de uma parte nossa que desconhecemos, mas isso só fará a nossa situação piorar, e a prova disso está na sociedade atual. Para sermos livres precisamos aprender a lição desse mundo. Precisamos assimilar, unificar, e não continuar segregando e criando cada vez mais divisões.

"Cuide de seus pensamentos; Eles se tornam suas palavras.
Cuide de suas palavras; Elas se tornam suas ações.
Cuide de suas ações; Elas se tornam seus habitos.
Cuide de seus hábitos; Eles criam o seu personagem.
Cuide de seu personagem, ele determina o seu destino."
— Lao Tzu

"Você é o que escolheu se tornar" 
— Carl Jung

"O problema é a escolha" 
— Neo


O funcionamento desse universo de tempo e espaço vai muito além da lógica convencional que estamos acostumados e que podemos ver com os nossos sentidos, o que foi expressado no texto acima é só uma breve analise e não deve ser tomada como algo absoluto, mas sim como um ponto de vista, é preciso sair da caixa e se abrir para todas as possibilidades, precisamos lembrar do nosso infinito poder de criação, e retomar as rédeas da nossa responsabilidade.
É importante entender que todos os mundos imagináveis são possíveis, pois o que não existe não pode sequer ser imaginado.

Não tenho a intenção que aceitem o que foi dito como a verdade absoluta, mas tenho certeza que se pararem para refletir e estudar o assunto abertos para essas possibilidades tratadas irão ver que somente assim as coisas irão fazer sentido, por mais "louco" que esse sentido seja. Lembremos que até a loucura segue padrões, portanto uma lógica, a questão é que nós ainda não captamos os padrões então desconsideramos como sendo algo lógico e racional.

(Edit)OBS: Por comentários de alguns leitores no antigo blog, venho esclarecer que esse não é um "artigo cientifico", mas sim uma perspectiva sobre o modo que a existência funciona, baseada nos meus estudos sobre diversos assuntos. Não tenho a intenção de convence-los da minha perspectiva, cada ser humano é capaz de julgar por si mesmo se quer manter-se aberto para as possibilidades, ou não, eu só estou dividindo uma visão.


Vídeo Relacionado:
A  Disfunção da Vida Após a Morte


Veja também:

90 comentários:

  1. Achei o novo link, então vc poderia me explicar melhor como funciona a questao das outras realidades, eu projeto vc ou vc existe de verdade? Pelo que eu entendi vc existe,mas eu só projeto o q vc diz é isso msm?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo que é percebido existe, mas o que nós percebemos é uma versão do que existe, e não a verdade absoluta em si. O que você percebe de mim é na verdade um reflexo de você, do seu estado de consciência, que é sempre paradoxal, no sentido de que se você é "bom", simultaneamente parte de você é o "mal", pois um só existe por causa do outro, da mesma maneira que se só existisse branco você nem saberia que branco existe, mas se adicionarmos um ponto preto, você diria "MEU DEUS! Quanto branco...". Explicarei melhor isso no próximo post, que é justamente sobre a dualidade, mas se você estiver com pressa poderá ver o post no antigo blog, apesar de que eu vou melhorar ele para postar aqui.

      Excluir
    2. Entendi, é como se eu visse no outro o que eu quero ver e nao o que ele realmente é. Li essa teoria quando tive despersonalizaçao/ desrealizaçao e ainda acho que vivo numa ilusao, que as pessoas nao existem de verdade.

      Excluir
    3. É um paradoxo amigo. Nós existimos sim, pois estamos tendo essa experiência, mas existimos como achamos que existimos, não somos a "verdade absoluta" por assim dizer.
      E não que você veja o que quer ver, mas o que você "precisa" ver para desenvolver sua visão sobre a existência, que é quem nós somos de fato.

      Excluir
    4. O amor (mais uma vez) é a resposta de uma difícil pergunta. Contra paradoxos não existem muitas saídas, visto que são paradoxos. Mas eles sempre nos oferecem mais de uma possibilidade, sejamos otimistas então. A despersonalização é a falta de reações emocionais diante de situações, sejam elas quais for. É óbvio que se formos apenas observadores de tudo não sentiremos nada. Observar é passivo. Agora, experimente ser ativo. Mas calma, não espere a emoção para ser ativo, seja ativo para propiciar, permitir, possibilitar a emoção. E quando finalmente você senti-la (compaixão, amor, empatia) pimba! Você sentiu o outro. Não seja ganancioso querendo mais que isso. Você é uma individualidade e, por lei, dois corpos não podem ocupar o mesmo local no espaço. Por isso que você não pode saber como é ser o outro, é porque o "centro" de todas as estruturas é a sua consciência. Alegre-se em ser você. Dois neurônios jamais se tocam. Eles trocam sinais elétricos, mas jamais se tocam. Se um neurônio ficar só observando o outro sem emitir esses sinais, ele certamente se sentirá sozinho. Mas se ele se tornam ativo, ele sentirá não só o neurônio próximo, mas também conversará com todo o cérebro. Tome a decisão de se livrar dessa apatia! O cenário que você vê é um buffet a sua frente. Se delicie, brinque, aprenda, chore, tenha medo, alegria... Mas isso só vai acontecer se se propor - não tem outro jeito. (Lívia Fortes Couceiro)

      Excluir
  2. enqto estou vivo, as coisas existem, qdo eu deixar de existir, cabo-se tudo...kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se essa é sua crença...
      Mas vale constar que essa sua visão é só um mito, não é nem um pouco cientifica.

      Excluir
    2. Muito esclarecedora a matéria, na verdade me faz pensar no grande presente que é poder experienciar todo esse universo, mesmo que com sentidos limitados ainda assim é incrível...

      Excluir
    3. Cara aprendi muito isso sim e a realidade da vida e como se fosse uma relatividade presa em nois

      Excluir
    4. Liberdade, você também não pode provar que sua visão de realidade está certa. Não tem nada de científica.

      Excluir
    5. A questão é que eu não quero provar nada. É uma perspectiva, use-a ou não, sua escolha.

      Excluir
  3. Cara se a consciência existe antes como foi dito no post,a morte do corpo biológico não e o fim,a morte e como uma passagem para outra realidade,vivemos e um mundo físico para experimentação e evolução!

    ResponderExcluir
  4. quando nos dormimos nao vemos o tempo passar,acho q a morte seria um desligamento enterno,nao ha separacao da mente e do corpo nao existe alma,somos tudo um so e nao podemos ser em partes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o for o caso, da onde surgiu tudo isso? Todo o Universo?
      Veio do nada, e pro nada retornaremos, a questão aqui é que você vê o "nada" como algo aposto ao "tudo", e neste caso não é a questão.
      Recomendo ver o artigo "Alan Watts" e pesquisar sobre esse autor, talvez te ajude (:

      Excluir
    2. Como assim não vemos o tempo passar? Explique-se. Amigo, você já viu o ''Argumento do Sonho'' de Descartes? Acho bem interessante e talvez faria você dar uma repensada nesta análise. Entendo que tenha razões para pensar assim, mas não compreendo. A razão que me faz ver por outro ângulo a tua perspectiva vem do próprio Descartes... O filósofo tirou meus pés do chão quando interrogou que não sabemos a diferença entre a suposta realidade e o sonho... nos dois aspectos temos sentimentos, ficamos com medo, temos vontade de chorar e até nos confundimos com (supostamente) realidade.. Contudo, se nas duas ''linhas paralelas'' há sentimentos, como saberemos o que é real e o que é sonho?! Até hoje foi a análise mais intrigante sobre o espaço da vida/morte.

      Excluir
  5. Cara parabéns pelo artigo. Estou digerindo ainda toda essa mudança. Cheguei a quase ter certeza de que estava louco. rs
    Mas me responda uma coisa, se tudo vem de "mim" e todas as outras consciencias vivem realidades paralelas dentro da mesma realidade que a minha no momento (o que é um fenômeno que eu ainda não tenho idéia nenhuma), então quer dizer que nenhuma outra consciência tem nenhuma influência sobre mim, correto? Se isso é verdade, como posso eu ter influência a essas outras consicências?
    Não sei se consegui ser claro pq como eu disse estou digerindo muita coisa.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você interpretou coisas a mais do que foi dito. Não tente colocar um "eu" nessa equação, isso estraga tudo. Vou responder isso simplesmente dizendo, tudo afetada tudo, não existe independência, tudo é interdependente, pois tudo está conectado. Ou seja, você influencia todos e é influenciado por todos, até por quem você nunca viu.

      Excluir
  6. Outra questão que me esqueci de levantar é: Nós não somos o ego, que é a mesma coisa que a mente. Mas se tentarmos excluir o ego totalmente (digo tentar, pois pelo que entendi, se excluir o ego totalmente voltarei ao todo) eu não me encaixarei mais nesse mundo e minha vida passa a ser sem sentido. Sendo assim, para evoluir eu não preciso abandonar o ego, apenas usá-lo quando achar necessário, certo? Mas eu fazendo isso, irei utilizá-lo somente para o prazer, pois a consciencia não irá fazer mal pra si mesmo, o que gera o medo e volta tudo de novo. É isso mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que NÃO é a mesma coisa que a mente, a mente não precisa dizer "eu" para ser a mente, o ego é a própria ideia de que existe um "eu" e essa ideia só é possível dentro da mente.
      A sua ultima pergunta ficou confusa, não entendi o que você quis dizer.

      Excluir
  7. o que me diz de ayahuasca ?

    e porque temos consciência ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como nunca usei só posso dizer o quem dizem, e eu não gosto de reproduzir o que sai da boca dos outros.

      O porque de termos consciência não existe resposta ainda, e talvez nunca exista. Talvez tenhamos consciência porque tudo é consciência, o nosso TIPO de consciência é só mais um dos infinitos estados de consciência possíveis dentro do universo.

      Excluir
    2. Gostaria de saber se é possível ainda nessa vida terrena conseguir evoluir a consciência a um ponto(digamos uma Epifânia da consciência) alto nem que seja por uma ínfima parte de tempo para a partir daí ter acesso a outros níveis de consciência/realidade?

      Excluir
    3. Só posso dizer que talvez. Acho possível.

      Excluir
  8. Amigo, acredita que a consciência seja uma forma que a mente criou para que pudesse se organizar e situar perante a milhões de sinapses cerebrais? Sendo assim aquilo que chamamos de 'eu' não passaria de sinais elétricos que representam observações armazenas e que precisam de uma estrutura física para existir? Sendo assim quando morrermos essa estrutura se transformaria e a consciência se diluiria, mesmo que ela também se transformasse e fizesse parte de um sistema maior, ainda assim seria fragmentada e não seria mais 'eu'. Tenho muito medo da morte, talvez um medo evolutivo da mente de uma espécie que almeja a eternidade. Acho que não fui muito claro, caso não tenha entendido tentarei me expressar de outra forma. Obrigado pela atenção, parabéns pelo blog. Namastê.

    Annatar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso, que você está chamando de consciência é na verdade melhor descrito como "auto-consciência", a "consciência de si", ou de haver um "si" pelo menos, e quanto a isso eu acredito que exista a possibilidade de ser dissolvido mesmo, mas eu busco não sofrer muito por isso pois é inútil :P além de não ser produtivo é prejudicial pro equilíbrio da mente. Talvez você se interesse pelo Zen Budismo, que aborda justamente essa questão de "não-eu", de sair da própria ideia de um ser que pensa, e perceber que somos aquilo que é pensado, a no fundo, não existe um pensador, apenas pensamentos e pura percepção, isso é consciência, percepção. Esse é o real significado do simbolismo do "olho que tudo vê".

      Excluir
  9. Por um lado entendo um pouco ,por um outro entendo nada.
    Qual o sentido da vida e por que eu vim aqui? Por que tive que nascer?.
    Essa que é a grande pergunta de cada indivíduo que não foi respondida profundamente para cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa não é a minha função, até porque, eu e nenhum ser humano está apto para julgar o sentido da vida e o porque de vir para cá de cada um.

      Excluir
  10. Bom dia ! Sigo o blog e tenho aprendido bastante. Parabéns pelo trabalho.

    A respeito da postagem; A ILUSÃO DO TEMPO E ESPAÇO (MATRIX). A parti final menciona uma responsabilidade por nossas escolhas:

    "Você é o que escolheu se tornar"
    — Carl Jung

    "O problema é a escolha"
    — Neo

    Gostaria de saber como isso se relaciona com o ideia de escolha sexual. Ideia esta fortemente refutada e argumentada através de pesquisas científicas, as quais apontam para questão de genética e hormonal, por tanto, não sendo questão de escolha ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato!
      Esse é um tema delicado, da onde eu vejo, pode vir a ser escolha ou não, depende de como escolhemos ver, pois a tendencia de gostarmos do mesmo gênero que nós existe em todos, alguns manifestam, outros não. A questão de "escolha" também é delicada, pois existe o que podemos chamar de escolha consciente e escolha inconsciente, quem nós somos não é apenas o "eu" que o lado consciente da mente tanto idolatra.

      Excluir
    2. so para notificar se o desejo ou a mente so revela o que ja esta destinado significa que desdo inicio do universso tudo que nos vivenciamos e uma teoria a ser esclarecida

      Excluir
  11. Esse BLOG é GENIAL. Tenho 70 anos mas desde os 6 eu me perdia olhando para o céu, a me interrogar. Vocês abordam os temas que mais me interessam.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Tenho aprendido muito aqui, obrigado, mas eu fiquei pensando se o tempo nao existe e é uma ilusão criada pelo homem como se explica o envelhecimento? Desculpe se a pergunta é muito ignorante mas é que sou leiga no assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo existe, e não é criado pelo homem. Não é que seja uma pergunta ignorante, mas sua pergunta parte de pressupostos errados. O tempo existe como uma função desta existência, é uma mecanismo que os organismos experienciam, mas não é um fato absoluto pra existência em si, é só uma das várias maneiras em que a existência experiência a si mesma.

      Excluir
  13. Eu entendi o que você quis dizer, sobre tempo-espaço, é que eles são uma coisa separada, tipo o espaço é aonde estamos agora, mas ele não está junto ao tempo, os 2 são coisas distintas. Então é como se nós nos movimentarmos, mas o tempo não.. o tempo é infinito, é isso né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, os dois não estão só conectados, como um depende do outro para existir. Mas sim, ambos são infinitos ao até o ponto que puderem se auto reproduzir. Como fractais, são infinitas as possibilidades, dentro dos padrões introduzidos na maquina.

      Excluir
    2. Mais de um ano depois da publicação e dos comentários e o trabalho vem causando impacto nas pessoas ainda ;D, esse é aquele "respingo de tinta na parede" que foi germinado a muito tempo atrás (milenar) com a função de ajudar na evolução, o reflexo de uma escolha acolhedora!

      Excluir
  14. Lembrando que o "Gato de Schrödinger" não se aplica ao mundo macro, foi apenas uma analogia pra explicar o experimento. E não significa de "observadores" conscientes, "observação" na mecanica quantica significa "interação", qualquer coisa que POSSA interagir com as partículas sub-atomicas terá um efeito.
    O comportamento aparentemente holístico e não-local dos fenômenos quânticos, como exemplificado por uma partícula parecendo estar em dois lugares ao mesmo tempo, pode ser entendido sem se descartar o bom senso da noção das partículas seguindo caminhos definidos no espaço e no tempo ou exigindo que sinais viagem mais rapidamente que a luz.
    Nenhum movimento ou sinalização superluminal foi alguma vez observado, em concordância com o limite definido pela teoria da relatividade. Ademais, as interpretações dos efeitos quânticos não precisam demolir a física clássica ou o bom senso para tornarem-se inoperantes em todas as escalas — especialmente na escala macroscópica na qual os humanos funcionam. A física Newtoniana, que descreve com sucesso virtualmente todos os fenômenos macroscópicos, segue suavemente o limite de muitas partículas da mecânica quântica. E o bom senso continua a se aplicar na escala humana.
    A mecânica quântica, a peça central da física moderna, é mal-interpretada como se implicasse que a mente humana controla a realidade e que o universo é um todo conectado que não pode ser entendido pela mera redução às partes.

    Nenhum argumento ou indício decisivo requer que a mecânica quântica tenha uma papel central na consciência humana ou que forneça conexões holísticas instantâneas através do universo. A física moderna, incluindo a mecânica quântica, permanece completamente materialista e reducionista na medida em que é consistente com todas as observações científicas.

    ResponderExcluir
  15. Muito bom, achei o que pensava e não sabia se acreditava.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  17. http://www.paranormal-encyclopedia.com/a/atlantis/

    Atlântida Teosófica(berço dos magos: A destruição de Atlântida, foram os próprios magos, não existe catástrofes naturais, eles estão aqui agora e em todo lugar, nada é por acaso eles controlam tudo e todos, nem eu sei se eu sou eu mesmo, pois eu nem sei porque eu penso, qual a natureza da consciência? Alguns acham que somos controlados por alienígenas exemplo: Cientista da NASA diz que podemos estar em uma Matrix criada por aliens, http://www.tecmundo.com.br/…/80259-cientista-diz-podemos-ma…).
    pt.fantasia.wikia.com/wiki/Atlântida_teosófica

    ResponderExcluir
  18. Sidnei Luis Martin5 de junho de 2015 18:45

    Para mim a vida é como o ciclo da agua no planeta .
    A agua se transforma mas não deixa de existir podendo retornar ao seus vários estados .solido,liquido ,gasoso .dependendo a que for submetida o resultado sera diferente. Isso foi uma comparação.

    ResponderExcluir
  19. "mas você É as pessoas e situações que tem experiencia"

    não, eu não sou as pessoas que experencio, e nem você, e mesmo que o campo unificado seja energia ( inconsciente coletivo ) mesmo assim somos entidades individuais, e a nível macro não há conexão alguma, e no nível macro não existe "sou você" , cada um é um, individuais, e não há sequer nenhuma pista de evidencia em física demonstrando que há conexão entre eu e você. (tente entender e estudar o emanharamento quântico antes de citar ele aqui. Não diz nada sobre conexão)
    Então esse artigo além de pseudocientífico, está errado. Não sou você, nem sequer estou conectado contigo.
    Nem a nível Éter, (profundo) estamos conectados, porque há evidencias de pessoas que saíram do corpo durante um EQM e não perceberam nenhuma conectividade entre eu e você, muito pelo contrário, há evidencias de pessoas que viram entidades individuais de baixa frequencia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca disse que era um artigo cientifico. E sua suposições são bem precárias, pois como você não está conectado comigo quando tudo que você faz afeta o seu ambiente e o seu ambiente afeta outros ambientes e outros organismos vivos, e esses organismos vão afetar todo o resto da existência? É algo bem lógico que você falhou em ver. Alias, algo mais lógico ainda que pseudo-cientistas gostam de ignorar é o fato de o "eu" que você está citando ser uma ilusão criada dentro da mente. O que nós somos é um continuo processo com tudo que existe. Você não seria como é se não fosse seus pais, seus amigos, seus inimigos, todas as pessoas e todos eventos que te moldaram como és, ser mudarmos um padrão toda equação mudará, então como pode dizer que não estamos conectados?
      Vejo que seu erro é mais de interpretação do que qualquer outra coisa.

      Excluir
  20. Oi! Faz um pouco mais de um mês que algumas dessas questões vieram na minha cabeça, não sei de onde. Nunca pensei nelas realmente. Mas hoje eu fui meditar no quintal e quando terminei, tive uma sensação muito forte de que eu na verdade não estava lá. Como se o meu "centro de comando" estivesse fora dali, observando tudo o que acontecia na minha vida.

    Em seguida a essa sensação, uma coisa muito estranha aconteceu. Olhei pra cima, na casa do vizinho, tinha um pássaro ENORME que eu nunca vi na vida olhando pra mim. Parecia um urubu gigante. Ficamos nos olhando por um tempo que pareceu eterno. E em seguida, por um momento eu pensei algo estranho: "tudo é ilusão".

    Como se não bastasse toda essa brisa, o pássaro, no momento em que eu pensei isso, abriu as asas de uma forma imponente e ficou nessa posição como se estivesse me enfrentando, por uns 5 minutos. Não sei descrever a sensação que eu tive nessa hora, mas foi uma coincidência tão intensamente esquisita.

    Desculpe, pode parecer ridículo contar isso. Que aliás eu não contaria pra ninguém que eu conheço. Mas eu entendi exatamente hoje o que é a projeção da mente. Eu estou me vendo escrever isso pra você e sei que todo o meu mundo é uma criação.

    Fazia um tempo que eu estava muito pensativa sobre como mudaria a minha personalidade, porque eu já entendia que era o personagem a ponte do que acontecia na minha vida. Mas agora que está mais claro pra mim que o personagem não é o que realmente sou, acho que tudo ficará mais fácil.

    Vim imediatamente procurar informação no Google porque eu sabia que essas pirações não aconteciam só comigo. E olha que nem uso drogas, nem nada, sou uma universitário normal como qualquer outra pessoa.

    Enfim, só queria dizer que seu texto foi muito elucidativo. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato por compartilhar sua experiência! :D

      Excluir
  21. Muita gratidão pelas palavras, tenho vivenciado momentos onde "sem querer" estou obtendo informações muito profunda sobre as coisas, inclusive muito do que falou eu "aprendi sozinho" pois não li em nenhum lugar e nem nunca refleti sobre, são coisas que simplesmente chegam e do nada me vejo pensando e aprofundando nesse pensamento, quando isso acontece e faço a reflexão, venho pro computador buscar algo relacionado a BOOM acabo encontrando muitos materiais.
    Você poderia me passar a sua visão sobre esse tipo de coisa? Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é o que o Jung chamou de sincronicidade, é a ideia de que tudo está vibrando constantemente, o que precisamos fazer é sintonizar a vibração desejada ou as vezes não necessariamente desejada, mas necessária.

      Excluir
  22. Essa questão ainda não ficou clara pra mim...
    O "mundo físico" é um reflexo de nós mesmos, e a solidez dele é apenas uma ilusão...
    Porém não podemos simplesmente transformar um objeto em outro com a nossa vontade.
    Sei que a nível micro está comprovado, como no problema da medição.
    Mas como aplicamos isso nesse "mundo físico"?
    Por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que você está enxergando a situação por uma lente distorcida, distorcida pela ideia de que existe um "você" que tem uma vontade "própria". Quem é você? Como você se define? Essa definição é você ou é só uma ideia na sua cabeça? Porque você quer o que quer?

      Excluir
  23. A muito tempo estou atrás de uma resposta, pesquisei várias teorias, porém sem sucesso na minha resposta.

    O que é a nossa consciência? Eu nunca me conformei em que o nosso cérebro seríamos nos mesmos, a maior parte das pessoas que falo sobre isso não compreende a verdadeira pergunta, mas quero saber o que e a nossa consciência, o que me faz pensar e enchergar, ter todos os meus sentidos, é algo que me da muita dor de cabeça, e noites em claro... E vejo que você talvez possa me ajudar.

    Aliais, parabéns ótima matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho a resposta adequada pra essa pergunta em palavras, porque quem nós somos não pode ser descrito em pensamentos, apenas experienciado.
      Mas, posso sugerir uma literatura que me ajudou muito, "O Poder do Agora" do Eckhart Toller, e "Sobre o Tabu Contra Saber Quem Você É" do Alan Watts.
      Eu fiz um artigo compilando vários videos do watts, esse sim fez um trabalho especifico sobre o "eu". Abaixo o link
      http://evoluasuaconsciencia.blogspot.com.br/2014/02/alan-watts.html

      Excluir
  24. A morte nada mais é do que o essencial sono da Eternidade da Vida que nos revitaliza e nos revigora para um novo Renascer na terra da Luz Eternamente Tranquila Do Buda.
    Nam-Myohô-Renguê-Kyô!

    ResponderExcluir
  25. Olá gostei muito desse post, a um tempo q tento entender tudo isso mas na verdade gostaria de saber como fico consciente do q estou fazendo de fato seria realmente com a meditação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, meditação em um sentido mais amplo, de prestar atenção momento após momento, em pé, sentado, andando, como for. É abrir espaço em sua mente, e não se colocar em seu próprio caminho atrapalhando sua caminhada. A mente está lhe dizendo tudo que você precisa pra se reorganizar psicologicamente, só precisamos ouvir e ponderar.

      Excluir
  26. Já li todos os livros de eckhart tolle e o que pude notar é que quando lemos muito e quanto mais gostamos daquilo que estamos percebendo mais nos iludimos, ou seja.. Nos aprofundamos tanto em uma busca inconsciente e sem fim, que se pararmos apenas um segundo e relaxar percebemos que tudo é o que é, não há motivos para lutar, para se ter algo, você sempre está presente a sua mente que te leva, sua imaginação que te conduz, e o próprio fato de eu estar falando em sua, ou dizer eu ja é uma ilusão mental. Como Jiddu Krishnamurti e Eckhart tolle disseram, não olhe para as palavras apenas mas sim perceba a profundidade dela, no budismo ( Zen ) percebi que o que eles mais focam é no interior, pois para eles o mundo externo é falso e no fundo sinto ser verdade, mas algo mais a fundo me diz que o que realmente é real é o que é irreal, ou seja não somos nada e é errado rotular o mundo externo ou o externo. É incrível e ao mesmo tempo extraordinário, essa compreensão.

    ResponderExcluir
  27. Se sou q "eu" crio essa realidade por q n posso controlar a matéria ou criar novas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é "você" no sentido do ego, mas o "eu profundo", pois nós somos apenas uma extensão da realidade em si.

      Excluir
  28. A Questão é Oque nos somos afinal ? Oque é o eu ? Qual o nosso proposito ? Onde estamos ? E pq estamos aqui e não em outro lugar qualquer ? Pq é pra ser assim? Quem nos criou realmente ? Quem foi o primeiro humano ? E como surgiu o universo ? Questões que ninguém nunca respondera ao certo .. Com certeza do que diz..

    ResponderExcluir
  29. Compartilho da mesma crença. Importante manter a difusão desse conhecimento pra que cada ser descubra a Verdade, multiplique a informação e se liberte, auxiliando outros irmãos presos em suas ilusões. Gratidão e Luz!

    ResponderExcluir
  30. Nem terminei de ler tudo pois tô tentando entender, não quero simplesmente passar o olho nesse artigo e esquecer o que li ... mas você Liberdade para conseguir o conhecimento que tem apelou em seguir o budismo, espiritismo ou somente a ciência ? Pra mim tudo é uma só

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também prefiro integrar todos conhecimentos, não me limitando apenas a uma perspectiva ou modo de entender as coisas.

      Excluir
  31. Iai, você poderia me dizer por onde eu poderia estar estudando os assuntos que aparecem nesse texto ? Poderiam me falar nomes de livros , videos ou o nome dos assuntos ? Muito obrigado , seu blog tem muito conhecimento !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a demora, no proprio blog está nossa recomendação de livros:
      http://evoluasuaconsciencia.blogspot.com.br/p/livros-recomendados.html

      Excluir
  32. A muito tempo venho buscando a real do mundo e espaço, e triste saber q a muitos com a mente aberta como eu, somente a busca da verdade q vai libertar as pessoas dessa ilusão do mundo materialista,parabéns pelos artigos..

    ResponderExcluir
  33. Simplesmente incrivel, Exelente artigo.

    ResponderExcluir
  34. Vou dar a minha versão de parte de interpretação individual. Quando você quer por exemplo ser rico pode ser que você pense , quero ser rico como o Bill Gates (ou qualquer outro) você não pode ser o Bill Gates porque você está ocupado demais para ser ele. Então você o cria como um ser distante ( sem generalizar por favor) mas um belo ser diz eu gostaria de ser mais rico que meu pai , mas seu pai não é um ser distante pois está sempre te orientando (obviamente quando isso acontece ) e você o respeita e principalmete o admira (use aqui o ditado popular que diz "filho de peixe peixinho é) logo sobre sua orientação você consegue ou se aproximar ou se igualar o ultrapassar os resultados de seu mestre. Logo se você soubesse quem sou eu de verdade tentaria se igualar a mim e teria habilidades parecidas. Mesmo que eu fosse um deus. Desde que o estimulasse a me seguir. Pois se você não se sentir estimulado você apenas ignora os efeitos de "sua criação" e para finalizar vai aí uma frase que deve ser repetida olhando no espelho "eu vou gostar de ter vivido se eu morrer daqui 2 anos?"

    ResponderExcluir
  35. toda vez que criamos uma opinião alteramos nossa própria realidade.(nossa opinião pode chamar-se caráter ou ate mesmo ego.) realidade pode chamar-se de acreditar e ter fé(nossa realidade é tudo o que nos sentimos vemos ouvimos todos nossos sentidos.
    a partir do momento que vemos alguma coisa e acreditamos nela dai surge nossa realidade) , Acreditar e ter fé é nossa ferramenta para criação de mais opinião.

    ResponderExcluir
  36. Acredito que a opinião refletida não alto sustenta por que trabalhar com possibilidades não demonstra nenhuma certeza além do mais perde força em sua explicação quando demonstra fragilidade tudo baseia-se no que ele não quer acreditar ou não aceita totalmente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que eu não quero sustentar nada.

      Excluir
  37. Olá! Muito bacana o seu trabalho! Poderia me tirar uma dúvida? A minha realidade é diferente de outra pessoa? Por ex.: se eu desejo algo que é disputado por muitas pessoas, como uma vaga de emprego, eu posso criar uma realidade onde eu consegui a vaga, enquanto outra pessoa também pode criar essa realidade para si, conquistando esta mesma vaga? Ou é apenas uma vaga para uma pessoa? Já que ao que dizem, a realidade se passa na nossa "mente", é tudo um holograma... Me confunde esta teoria de realidades paralelas com infinitas possibilidades.
    E outra questão: como funciona o compartilhamento da realidade, neste caso? Muito obrigada! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a possibilidade de cada um experimentar a mesma realidade com diferentes versões existe. Se esse for o caso, não compartilhamos nada a não ser conosco, tudo que vivenciamos e até quem achamos que somos é uma mascara para a consciência unificada, ou como quiser chamar. É ela que experimenta todas as realidades e todas as possibilidades dentro das realidades, nós somos um fragmento, ou melhor, uma extensão dela. Acho que a questão é "porque eu vivencio essa realidade especifica", e isso eu não sei :P

      Excluir
  38. Tenho uma dúvida um tanto complexa. Aliás, antes devo parabenizar você por essa publicação.
    Minha dúvida é:
    Se TUDO, toda a realidade está em nossa mente, isso inclui as leis que regem o mundo (leis da física, química, matemática e afins), leis de natureza mística (leis do carma, lei da atração, 7 leis herméticas e afins), até mesmo as leis da lógica, razão e compreensão? Essas leis são ilusórias então, e se tornam reais quando acreditamos nelas( note que não é um simples ''eu acredito'', esse ''acreditar'' é muito poderoso), concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não concordo, não é assim que funciona, nossa crença consciente é relevante pra nossa perspectiva do mundo, mas não em mudar os padrões de funcionamento dessa realidade.

      Excluir
  39. pode alguem me esclarecer para que serve tudo isto sendo que tudo foi criado pela energia e acaba voltando pra ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faço a menor ideia do porque, talvez não existe um porque se não ser o que é.

      Excluir
  40. gostaria muito que vc me reponde-se. a leitura deste post foi para eu, a mais aproximada compilação do que acredito, claro que existem muitos pontos não abordados, que são linhas em que fui me aprofundando e talvez, esteja por ai em outro post. Bom gostaria imensamente de ter a oportunidade de ter uma conversa com vc que escreveu isso, pode ser por telefone. sei que isso não e necessário e que de certa forma essa conversa acontece em todos os momentos... mas seria otimo conversar com alguem que escolheu pensar parecido comigo. (raian182@gmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, to com uma rotina pesada, fica complicado tirar tempo pra ter uma conversa longa por computador.

      Excluir
  41. olá, obrigado por compartilhar estas palavras. Ao ler senti me sintetizando boa parte do que acredito, ou escolhi acreditar, e por incrível que pareça, nunca li nada tão próximo, acho que a tendencia e ir cada vez encontrando algo que me ajude a sintetizar minhas crenças. gostaria muito de ter a oportunidade de conversar com você, uma ligação seria ótimo, apesar de acreditar que essa ligação acontece a todo o momento, seria ótimo conversar com alguém que escolheu coisas parecidas. estou esperando. (raian182@gmail.com) é se não for pra ser não vai ser, e tudo bem também ^^

    ResponderExcluir
  42. Nós somos um, e achamos que criamos nós mesmo em infinitas vezes como numa imagem refletida de dois espelhos. O jogo é achar uma maneira de sair dessa realidade pra tentar entender mais adiante... Evolua experiencia codificada em DNA. Você é único.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...