O objetivo deste Blog é informar as pessoas sobre os mais variados assuntos, os quais não se vê com frequência nas mídias convencionais e ajudar a esclarecer duvidas sobre a nossa complexa realidade.

Aqui irei expor textos, reflexões, videos, imagens e etc. relacionados com os seguintes assuntos:
Psicologia, Teologia, Espiritualidade, Filosofia, Antropologia, Sociologia e o funcionamento do sistema em geral.

Não esperamos que acreditem no que é apresentado aqui sem primeiro investigar por vocês mesmos, e nós insistimos que vocês o façam!
O que é postado aqui são apenas perspectivas e não "verdades absolutas", com isso quero dizer que não tentarei convence-los, mas estimula-los a irem além do que conhecem, ou acreditam conhecer.
Busquem informação e ajudem a dissemina-la! Com informação vem conhecimento, com conhecimento sabedoria, a sabedoria lhe aproxima da verdade.... e a verdade o libertará!
Ouça a todos, não siga ninguém.
A única revolução é a SUA Evolução da Consciência!

domingo, 19 de junho de 2011

O Comportamento do nosso Universo

Um dos mistérios mais estudados das ciências humanas é a natureza e o comportamento do nosso universo. A Física, em especial, tem sido o ramo do conhecimento que mais a fundo têm investigado esse assunto dividindo-se em dois grandes ramos com visões bem divergentes a respeito de nosso universo: A física cartesiana e a quântica.




Um relógio determinístico

Segundo a física cartesiana o universo funciona como uma máquina perfeita, um relógio cósmico com todas as suas engrenagens funcionando harmônica e automaticamente, sem intervenção de nenhuma força externa. Durante muitos anos essa visão do cosmos foi aceita amplamente no meio acadêmico, pois se encaixava perfeitamente nos parâmetros observados na mecânica clássica de Newton e sua lei da gravitação universal. Ou seja, vendo o macro-cosmos rodopiar a nossa volta, imaginar aquilo tudo como um grande relógio não era muito difícil. 

A incerteza como princípio
A coisa começou a complicar quando se passou a estudar o universo a nível subatômico. No micro-cosmos, as leis da física clássica simplesmente não existem!! Bem diferente da máquina perfeita observada a nivel macro. Nos estudos do elétron, Heisenberg foi quem postulou o princípio da incerteza, baseado na impossibilidade de se determinar a posição e o momento de um elétron ao mesmo tempo. Isso acontece porque dependendo da medição que é feita, o elétron se comporta de uma maneira diferente. Ao tentar determinar a posição, o elétron se comporta como partícula, ao tentar medir o momento, o elétron se comporta como onda, daí a impossibilidade de se obter ambas as medidas simultaneamente. Essa descoberta trouxe algumas implicações tão sérias que dividiu a física ao meio. Criando toda uma nova visão sobre a realidade! Nascendo, assim, a Fisica Quântica.


O Gato zumbi

Como vimos, a física quântica se baseia na incerteza, postulando que o observador tem papel determinante na manifestação do universo, pois é a partir da observação que os eventos acontecem.
Para ilustrar esse conceito, foi desenvolvido o experimento do 
Gato de Schrödinger, a saberUm gato, junto com um frasco contendo veneno, é posto em uma caixa lacrada protegida contra incoerência quântica induzida pelo ambiente. Se um contador Geiger detectar radiação então o frasco é quebrado, liberando o veneno que mata o gato. A mecânica quântica sugere que depois de um tempo o gato está simultaneamente vivo e morto. Mas, quando olha-se dentro da caixa, apenas se vê o gato ou vivo ou morto, não uma mistura de vivo e morto. Ou seja, só se determinará se o gato está morto ou não depois que o observador abrir a caixa, antes disso, ambas as possibilidades existem a nível quântico. É o verdadeiro gato zumbi.


Ciência e Espiritualidade fazendo as pazes
Um dos grandes cientistas da atualidade no ramo da física quântica é o físico Amit Goswami. Ele veio ao Brasil a uns anos atrás e deu uma entrevista no Roda Viva. Vale a pena assistir essa entrevista. Abaixo um trecho bem interessante que tem a ver com o que estamos discutindo aqui:
Rose Marie Muraro(Entrevistadora): O que mais me espanta na Física é o problema da medição quântica de Heisemberg, que você, realmente, acha  que deve ter um observador olhando e que modifica a realidade, por exemplo, transforma a onda em partícula. Eu gostaria de saber... isso aí houve uma grande briga de Einstein com Niels Bohr. Eu gostaria de saber, em escala cósmica, onde não há observadores, se há um observador supremo, na sua opinião, e se ele cria matéria ou como se faz esse fenômeno?

Amit Goswami: Essa é a questão fundamental, Rose Marie, porque.. qual é o papel do observador? É a pergunta que abre a integração entre Física e espiritualidade. Na Física Quântica, por sete décadas, tentou-se negar o observador. De alguma forma, achava-se que a Física deveria ser objetiva. Se dessem um papel ao observador, a Física não seria mais objetiva. A famosa disputa entre Böhr e Einstein, a que se refere essa disputa, basicamente, sempre terminava com Bohr ganhando a discussão, mostrando que não há fenômeno no mundo a menos que ele seja registrado. Bohr não usou a consciência.. mas atualmente, vem crescendo o consenso, muito lentamente, de que a Física Quântica não está completa, a menos que concordemos que nenhum fenômeno é um fenômeno, a menos que seja registrado por um observador, na consciência de um observador. E isso se tornou a base da nova ciência. É a ciência que, aos poucos, mas com certeza, vem integrando os conceitos científicos e espirituais.

Outro expoente no assunto é o pesquisador Nassim Harameinfísico suíço que dedicou toda sua vida estudando a física quântica e o universo. Nassim foi um pouco além dos físicos tradicionais. Além até mesmo da fisica quântica e propôs uma nova perspectiva, bem mais próxima dos conceitos esotéricos que dos conceitos científicos, sem contudo, fugir do embasamento acadêmico para postular suas teorias. De acordo com Nassim Haramein o observador não só determina como o universo se manifesta, como é ele o agende dessa manifestação. Nosso universo seria um imenso fractal onde cada parte reflete o todo, como um holograma. 

De fato, Haramein provou matemáticamente que cada partícula contém a massa de todo o universo e que cada uma delas está conectada com todas as outras. 

Um exemplo claro de como ele ilustra a natureza fractal do universo e a influencia do observador sobre ele é a constante busca pela partícula fundamental. Ontem a partícula fundamental da matéria era o átomo. Depois, entramos no reino das partículas sub-atômicas como prótons e neutros. Hoje, é o tal Bóson de Higgs. Amanhã, só Deus sabe! Segundo o físico, o universo é infinito tanto no macro-cosmo quanto no micro. Basta que o observador "procure" que ele irá encontrar partículas cada vez menores, uma vez que o próprio ato de contemplar, cria a realidade. Da mesma forma, nunca seriam encotradas as "fronteiras do universo", uma vez que quanto mais longe se olha, mais realidade é criada, análogamente. 

Meu universo é você
Saindo um pouco das teorias da física, contudo nos aprofundando ainda mais na "abstração" do que seria o universo, uma corrente filosófica havaiana conhecida como Ho´oponopono possui uma visão bem mais radical sobre o que seria o mundo fisico. De acordo com o Ho´oponopono o universo está dentro de cada um de nós! A corrente filosófica resume sua teoria em seis postulados: 


1. O universo físico é uma realização dos seus pensamentos.
2. Se seus pensamentos são cancerosos, eles criam uma realidade física cancerosa.
3. Se seus pensamentos são perfeitos, eles criam uma realidade física transbordando AMOR.
4. Você é 100% responsável por criar seu universo físico como ele é.
5. Você é 100% responsável por corrigir os pensamentos cancerosos que criam uma realidade doente.
6. Não existe lá fora. Tudo existe como pensamentos em sua mente.

Dr. Joe Vitale, um dos divulgadores dessa visão, conta a história do terapeuta havaiano Ihaleakala Hew Len que curou um pavilhão inteiro de pacientes criminais insanos sem sequer ver nenhum deles. O psicólogo estudava a ficha do preso e, em seguida, olhava para dentro de si mesmo a fim de ver como ele havia criado a enfermidade dessa pessoa. À medida que ele melhorava, o paciente também melhorava. Ao ser perguntado pelo Dr Vitale o que fez a si mesmo para ocasionar tal mudança nessas pessoas, Ihaleakala disse “Eu simplesmente estava curando aquela parte em mim que os havia criado”. Ou seja, o que nós experimentamos no universo de bom ou ruim, experimentamos porque foi exatamente isso que criamos e para mudar o universo a nossa volta, incluindo nisso, as pessoas, temos que mudá-los dentro de nós! Muito radical para você? A ciência caminha nessa direção.  


Cena do filme Matrix

Garoto: Não tente entortar a colher.
              É impossível.
              Ao invés disso, só tente perceber a verdade.
Neo: Que verdade?
Garoto: Não existe colher
Neo: Não existe colher?!?
Garoto: Então você verá que não é a colher que entorna, é só você mesmo.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O Despertar Global - Por David Icke

Entrevista realizada por Alex Jones em 17/11/2009, na cidade de Phoenix, Arizona. O pesquisador e palestrante e escritor britânico, David Icke se dedicou, desde 1990, a pesquisar sobre "quem e o que está realmente controlando o mundo". Anteriormente, foi um jogador de futebol profissional, repórter, apresentador de programa de esportes, e porta-voz do Partido Verde da Inglaterra e do País de Gales. Já publicou 20 livros que explicam suas idéias, pensamentos e visões. Icke desenvolveu uma visão mundial tanto política quanto moral, que combina espiritualidade com uma denúncia apaixonada daquilo que ele percebe como tendências totalitárias e orwellianas no mundo moderno.
Nessa entrevista ele explica como a Elite está desesperada tentando abafar o despertar global que está atrasando sua agenda de dominação mundial. mostra também como drogas, alimentação tóxica, poluição eletromagnética e vacinas estão sendo usados para emburrecer a população até uma mentalidade de servitude estilo ovelha, para facilitar o sistema de controle sobre o indivíduo. Isso sem contar o controle que essa elite exerce sobre as mídias de comunicação, que são os maiores emburrecedores sociais.

David Icke e o Despertar Global - Legendado

Parte 1
 
Parte 2
 
Parte 3
 
Parte 4
 
Parte 5

terça-feira, 14 de junho de 2011

O Mistério das Pedras de Ica

Um dos grandes enigmas do planeta Terra gira em torno de uma coleção de aproximadamente 15 mil artefatos pré-colombianos, uma biblioteca de pedras antigas esculpidas com imagens nítidas conhecidas como Pedras de Ica pertecentes a família do Dr. Javier Cabrera Darquea, um professor aposentado que chefiava o Departamento de Medicina da Universidade de Lima em 1966.
Em seu aniversário de 42 anos, um velho amigo, o fotógrafo Felix Llosa Romero, presenteou o Dr. Cabrera com uma pedra de Ica. Ica fica numa área relativamente pequena, cerca de 300 quilômetros de Lima, no Peru. 

Elas foram vendidas ao fotógrafo por um fazendeiro local que afirmou ter encontrado pilhas e pilhas de rochas em vários desfiladeiros e cavernas não muito longe das Linhas de Nazca nas redondezas do túmulo do Reino de Chperu, em Chinchayunga, conhecidos como "Manco".
"Manco" acredita ser uma corruptela de "Malku" palavra Aymara, que significa "chefe" ou "Senhor dos vassalos."

Essas pedras curiosamente mostram pessoas interagindo com animais extintos, (segundo nossos cientistas), há mais de 60 milhões de anos atrás

Cenas de homens caçando e domesticando uma variedade de dinossauros, em particular o brontossauros, tiranossauros rex, estegossauros e pterodáctilos voador.
Dr. Cabrera se tornou o principal cliente das pedras Ica e comprou todas que estavam disponíveis com o tal fazendeiro, mas o que o Dr, Cabrera não sabia é que o descobridor das pedras foi preso e torturado para que ocultasse a origem das pedras e sua formação.
Foi coagido a dizer ao publico comprador que era ele mesmo quem esculpia as tais imagens nas pedras, apesar do Dr. Cabrera não acreditar de maneira alguma nessa hipótese ridícula, concluindo que não havia maneira do fazendeiro ter tempo e habilidades, nem conhecimento de como criar as 11 mil pedras que ele havia comprado em poucos dias.
O que impressionou o médico foi uma cena descrita numa pedra de um ataque mortal a um dinossauro em que os caçadores parecem mostrar um conhecimento de anatomia do animal fazendo um corte no centro do nervo crítico da coluna que infligiria uma morte rápida sem agonia para o animal.

A “biblioteca” de pedra está organizada por temas. Há pedras que descrevem cirurgias avançadas de transplante de coração, fígado e rim, cesariana e funcionamento do cérebro. Conhecimentos de acupuntura e engenharia genética. Imagens de continentes perdidos, e o conhecimento de uma futura catástrofe global.
Nos anos de 1974 e 1975, baseado no conhecimento das pedras, o Dr.Cabrera anunciou que o hormônio contra a rejeição – vital em transplantes – deveria ser procurado nos fluidos da mulher grávida. Em 1980, uma equipe de médicos ingleses chega à mesma conclusão!
Quanto mais se estuda a biblioteca de pedras de Ica, mais se tem certeza de sua veracidade e da presença de civilizações extraterrestres no planeta Terra desde épocas remotas.
Laboratórios na Alemanha autenticaram as incisões que compõem as esculturas nas rochas vulcânicas, um mineral muito duro que seria difícil o manejo dos detalhes artísticos com ferramentas primitivas

Geólogos interpretaram os mapas de várias pedras que mostram configurações estranha do nosso planeta e chegaram à conclusão (com projeções de computação atual) que alguns ângulos e massas de terra correspondem a geografia da Terra há 13.000.000 (milhões) de anos antes - idade pré-estabelecida das pedras Ica.
Representações curiosas:
- Transplantes de coração(foto), rim e cérebro
- Remoção de tumores
- Descrição de uma cesárea
- Utilização de agulhas de acupuntura como anestésicos;
- Homens observando o céu com telescópios
- Vôos espaciais
- Mapas da Terra mostrando continentes que hoje não existem: Lemúria e Atlântida
- Desenhos de constelações, nebulosas e do Sistema Solar
- O ciclo biológico do ágnato – peixe que viveu na era paleozóica (300 milhões de anos atrás)
- Pirâmides
- Homens montados em animais de 4 patas em perseguição a dinossauros
- Transfusão de sangue
- Naves suspensas por uma força eletromagnética
- Histórias detalhadas de uma grande evacuação de pessoas da Terra para outro planeta e vice versa.
 

segunda-feira, 13 de junho de 2011

FBI cita oficialmente captura de óvnis em Roswell

 O FBI publicou um documento que aparentemente prova a captura de óvnis no famoso caso de Roswell, no Novo México. Segundo o documento, na data de 29 de março de 1950, um investigador da força aérea norte-americana relata o encontro de três discos voadores, que seriam ovais e com uma protuberância no centro (bem como nos filmes de ficção científica que tratam do assunto), com cerca de 15 m de diâmetro.

O documento, enviado pelo agente especial Guy Hottel à diretoria do FBI, está disponível na internet junto a milhares de outros documentos no novo sistema de pesquisa da agência chamado "The Vault". O nome do investigador que teria descoberto os discos voadores e do agente a quem ele relatou o ocorrido foram rasurados no documento disponibilizado online.

Ainda de acordo com o documento, o investigador teria encontrado em cada um dos discos voadores três corpos semelhantes aos de um humano, mas com baixa estatura. Os "seres" mediam cerca de 90 cm e vestiam roupas metálicas ultrafinas, segundo o que foi relatado.

Hottel informou que o investigador disse acreditar que os discos voadores foram encontrados no Novo México "pelo fato de o governo americano possuir um radar muito poderoso na área e acreditar-se que os radares poderiam interferir no controle mecânico dos discos voadores". Veja o documento em http://vault.fbi.gov/UFO/UFO%20Part%208%20of%2016/view (página 34).

A cidade de Roswell se tornou muito famosa depois de relatos de que um disco voador teria caído no deserto, perto de uma base militar, perto do dia 2 de julho de 1947.

Segundo diversas teorias, os corpos do alienígenas teriam passado por autópsia do exército americano, que teria encoberto o incidente.

Fonte:
http://noticias.terra.com.br

sábado, 11 de junho de 2011

Os Chakra

Como vimos AQUI, nós somos vibração. Tudo é vibração, e tudo é impermanente, pois tudo está o tempo todo em movimento. Nossa mente também está movimento, e movimento precisa de harmonia para criar eficiência. Harmonia é ritmo. Assim, afinamos nossa mente como afinamos um instrumento musical, até que ela funcione em harmonia e emita um "som afinado". Perguntem a um audiófilo como deve ser a colocação das caixas de som de um home theater. Os graves ficam melhor se estiverem embaixo, sem concorrência sonora, enquanto os médios e agudos são melhor percebidos se atingirem diretamente o ouvido (direcionados pra linha do ouvido, nem mais alto, nem mais baixo). O conjunto final é harmonioso, completo, pois o TODO (que é a sala) vai estar imerso nas mais diversas faixas sonoras, sem que uma elimine a outra (diversas frequências ocupando o mesmo lugar no espaço, que é mesmo princípio pelo qual temos sobreposto ao nosso corpo físico o corpo Etérico e o Astral).
Assim, aquele que sabe controlar a vibração pode transformar as coisas ao seu redor, ou quem sabe até criar. Toda oração é invocação ou chamado. Toda palavra/som, primeiramente influi no corpo de quem o emite, e só depois alcança seu objetivo externo. É por isso que tudo que desejamos (e pela palavra cristalizamos) para o próximo, a nós mesmos estamos desejando. De toda palavra inútil teremos que prestar conta. Nossa palavra é nossa lei.
Os mantras são palavras ou sons especiais, que se criam por meio do ritmo e da nota-chave de cada pessoa. O nosso íntimo (Atman), de acordo com nossos pensamentos e aspirações puras, pode nos dar a verdadeira pronúncia das palavras "sagradas". O poder magnético da palavra humana é conhecido pelos estudiosos do oculto. Por isso, dar nome a uma pessoa é definir sua vibração magnética exterior, é entregar seu destino a uma ou mais potências ocultas (dar nome a um filho, então, é um ato de extrema responsabilidade, pois é como dar um "selo energético" para toda aquela encarnação da pessoa).



Estudo sobre o Perispírito




  • Noções Básicas sobre os Chakras!

Chakras e Nádis - Chakra é a denominação sânscrita dada aos centros de força existentes nos corpos espirituais do homem; também são chamados lótus ou rodas. Quando eles estão inativos assemelham-se a rodas; quando despertam, eles tomam a aparência de uma flor (lótus) aberta, irradiante, colorida pela freqüência da energia das pétalas.
Muita gente acha que os chakras são apenas sete, como nos diagramas, mas praticamente cada poro do corpo é correspondente a um chakra no corpo etérico (também chamado de "duplo etérico"). Esses chakras são interligados por uma vastíssima rede de canais, chamados nadis, que por sua vez estão ligados às glândulas endócrinas e orgãos do corpo físico

No Mundaka Upanishad define-se o chakra como o local onde os nádis (que são como veias energeticas do seu corpo astral) se encontram como os raios no cubo de uma roda de carruagem". Os centros são formados pelo encontro destas linhas de força (nádis), do mesmo modo que os plexos, no corpo físico, são formados pelo encontro de nervos.

Nossa mente trabalha com as mais diversas faixas vibratórias (freqüências), até porque nosso corpo foi criado para captar e processar todas essas energias. Esses receptores são os chakras, que só são visíveis por sensitivos (pois ficam no corpo etérico). Eles captam as energias que nos circundam no etérico, astral e mental e, como um transformador, a "convertem" pra um padrão que o corpo possa assimilar.

Os chakras "decodificam" cada um uma certa freqüência de energia (e cada uma delas é necessária ao bom funcionamento do corpo), e o que os clarividentes vêem são cores, numa escala análoga a das notas musicais. Então, por exemplo, o chakra que trabalha com as energias mais densas (Muladhara) fica na parte inferior do corpo, e vibra na cor que podemos perceber como vermelho.

Vejamos todos os chakras principais, da freqüência mais alta até a mais baixa:





Cor - Posição - Nome sânscrito - Relacionado a...

Violeta - Coronário - Sahashara - Fonte, "Eu Compreendo"
Índigo - Frontal - Ajña ou Agnya - Comando, Intenção, "Eu Vejo",
Azul celeste - Laríngeo - Vishuda - "Purificado", "Eu falo"
Verde - Cardíaco - Anahata - "Inviolável", "Eu Amo"
Amarelo - Plexo solar - Manipura ou Nabh - Ação, "Poder", "Eu Faço"
Laranja - Umbilical - Swadsthana - "Morada do Prazer", "Eu Sinto"
Vermelho - Base da coluna - Muladhara - Raiz/Base, "Eu Sou"



Explicação do  prof. Wagner Borges sobre o "Corpo Astral":
No corpo físico há órgãos especializados para cada sentido: os olhos, para ver; os ouvidos, para ouvir; e assim por diante. No campo astral, entretanto, não é esse o caso. As partículas do corpo astral estão fluindo e girando constantemente, como as da água fervente: em conseqüência, não há partículas especiais que permaneçam continuamente em qualquer dos Chakras. Pelo contrário, todas as partículas do corpo astral passam através de cada um dos Chakras. Cada Chakra tem a função de despertar um certo poder de resposta nas partículas que fluem nele; um dos Chakras faz isso com o poder da visão, outro com a audição, e assim por diante. Conseqüentemente, nenhum dos sentidos astrais está, estritamente falando, localizado ou confinado a qualquer parte do corpo astral. É, antes, o conjunto das partículas do corpo astral que possui o poder de resposta. Um homem que desenvolveu visão astral usa portanto qualquer parte da matéria de seu corpo astral para ver, e assim pode ver igualmente os objetos que estão à frente, atrás, acima, abaixo e de ambos lados. O mesmo se dá com todos os outros sentidos. Em outras palavras: os sentidos astrais estão ativos em todas as partes do corpo. Não é fácil descrever o substituto da linguagem por meio do qual as idéias são astralmente comunicadas. O som, no sentido comum da palavra, não é possível no mundo astral - não é possível, aliás, mesmo na parte mais alta do mundo físico. Não seria correto dizer que a linguagem do mundo astral é a transferência de pensamento: o máximo que se poderia dizer é que se trata da transferência de pensamento formulada de maneira particular. No mundo mental, um pensamento é instantaneamente transmitido à mente de outro sem qualquer forma de palavras; portanto, nesse mundo, a linguagem não é o que importa, absolutamente. Mas a comunicação astral fica, por assim dizer, a meio caminho entre a transferência de pensamento do mundo mental e a fala concreta do mundo físico, ainda é necessário formular em palavras o pensamento. Para esse intercâmbio é necessário, portanto, que as duas partes tenham uma linguagem em comum.

 Veja também:



  • Videos de 10 minutos do desenho "Avatar", onde é explicado qual a função e como desobstruir cada um dos 7 Chakras principais.
Lições sobre Chakras - Avatar, The Last Airbender from Autoconhecimento & Liberdade on Vimeo.


Abaixo o vídeo "Os Chakras Iluminados", de Anodea Judith, legendado em português

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Profecias dos Índios Hopi

Os Hopi são uma nação nativo americana dos Estados Unidos da América que vive principalmente na Reserva Hopi no noroeste do Arizona, com 1,5 milhões de acres (6 000 km²), que está rodeada pela reserva Navajo. Alguns Hopi vivem na reserva indígena do Rio Colorado, no oeste do Arizona.
Este povo continua a praticar a sua cultura tradicional, num grau mais elevado que a maioria dos outros nativos americanos. A religião dos Hopi é essencialmente pacífica e envolve o respeito por todas as coisas e seres da Natureza, de acordo com os mandamentos de Maasaw, Criador e Protetor do Mundo. Possuem uma cosmogonia que em tudo se assemelha a concepções que parecem repetir-se por todo o planeta, fato indicativo de que, de algum modo, toda a Humanidade recebeu as suas tradições de uma mesma fonte, embora as lendas e profecias tenham adquirido ao longo do tempo pequenas diferenças, insignificantes em relação ao todo e que são resultado de peculiaridades locais.

Os Hopi também acreditam na emergência e extinção cíclica dos homens, que se renovam em raças cada vez mais evoluídas rumo a uma purificação espiritual que chegará ao termo ideal na Sétima Raça ou Sétimo Mundo. O "fim do mundo" segundo a tradição Hopi inclui todo aquele elenco de catástrofes descritas em outras profecias, desastres naturais inevitáveis, considerando esta tradição que o cruzamento entre as órbitas da Terra e de um astro de grandes proporções – seja planeta, asteroide ou cometa – produzirá, evidentemente, grandes alterações no ecossistema terrestre. Este fim do mundo segundo os Hopi também inclui a idéia de uma "punição", de um Karma negativo a ser resgatado, prevendo que uma estrela azul virá coroar uma seqüência de nefastas ações perpetradas pelos homens: irá acontecer uma guerra e esta será também um confronto entre valores materiais e valores espirituais. Somente os Hopi, ou os Pacíficos, serão poupados, restarão uns poucos sobreviventes, sementes do Quinto Mundo.

Os sinais que anunciam o grande final já estão a ocorrer há algum tempo e são igualmente parecidos com todos aqueles citados em outras profecias, a grande maioria decorrentes dos aspectos negativos do notável avanço tecnológico alcançado pela Humanidade. Os Hopi, assim como outros povos, foram salvos de um grande dilúvio no passado e estabeleceram um acordo com o Grande Espírito (O Criador) em que nunca se separariam dele. Então ele fez um conjunto de tábuas de pedra sagradas chamadas Tiponi nas quais inseriu os seus ensinamentos, profecias e avisos.
A profecia mais persistente e confirmável é uma que foi dada nos tempos antigos pelos Anciães Hopi. Esta profecia foi passada através da tradição oral e pela referência às tábuas antigas. Os anciães revelaram que haveria nove Sinais antes que surgisse o 5º Mundo. Este seria um mundo de paz e de abundância – uma Nova Terra. De acordo com Pena Branca, um Hopi do antigo Clã dos Ursos, a profecia se realizaria assim:
“O Quarto Mundo terminará em breve e o Quinto Mundo começará. Os anciães sabem disto. Os Sinais no decorrer dos anos foram realizados e assim poucos restam.”
“Este é o Primeiro Sinal: Foi-nos dito da vinda dos homens de pele branca, como Pahana, nosso perdido Irmão Branco das Estrelas. Mas estes homens não viverão como Pahana, eles serão homens que tomarão a terra que não é deles e os homens que atacarão os seus inimigos com o trovão (armas?).”
“Este é o Segundo Sinal: As nossas terras verão a vinda das rodas cheias de vozes. Na sua juventude, o meu pai viu esta profecia realizar-se com os seus olhos – os homens brancos que trouxeram as suas famílias em vagões pelas pradarias.”
“Este é o Terceiro Sinal: Uma estranha besta como um búfalo com grandes e longos chifres assolará a Terra em grande número. Estes Penas Brancas viram com os seus olhos – a vinda do gado de longos chifres dos homens brancos.”
“Este é o Quarto Sinal: A Terra será atravessada por cobras de aço – os caminhos-de-ferro”.
“Este é o Quinto Sinal: A Terra será atravessada por uma rede de aranhas gigantes – energia elétrica e linhas telefônicas”.
“Este é o Sexto Sinal: A Terra será atravessada por rios de pedra que fazem imagens – auto-estradas com miragens causadas pelo Sol”.
“Este é o Sétimo Sinal: Vocês ouvirão o mar se transformar em negro e muitas coisas vivas morrerão por causa disto – derramamento de petróleo nos oceanos?”.
“Este é o Oitavo Sinal: Vocês verão muitos jovens que usam cabelos longos como a nossa gente. Eles virão e se juntarão às nações tribais, para aprenderem novos modos e sabedoria – os hippies nos anos 60 e 70.”

"NEXUS" - Imagem da NASA
“E este é o Nono e Último Sinal: Vocês ouvirão uma residência nos Céus, acima da Terra, que cairá com um grande estrondo. Aparecerá como uma Estrela Azul. Logo depois disto, as cerimônias do meu povo cessarão”.
“Estes são os sinais que mostram que a grande destruição está a aproximar-se. O mundo balançará para lá e para cá. O homem branco lutará contra outras pessoas em outras terras, com aqueles que possuem a primeira luz da sabedoria. Haverá muitas colunas de fumo e fogo, como Pena Branca viu o homem branco fazer nos desertos, não muito longe daqui. Só os que virão causarão doença e um grande número morrerá. Muitos do meu povo entendem as profecias e estarão seguros. Esses que ficarão e que vão morar nos lugares onde mora o meu povo estarão seguros. Então haverá muito para reconstruir. E logo após Pahana (significa irmão branco desaparecido, esta lenda do Pahana parece estar intimamente relacionada com os Astecas e a história de Quetzalcoatl(Thot), assim como outra lendas da América Central) voltará e trará com ele o amanhecer do Quinto Mundo. Ele plantará as sementes da sabedoria nos corações das pessoas. Até mesmo agora as sementes estão a ser plantadas. Isto abrirá o caminho para o aparecimento do Quinto Mundo”.
 
A profecia Hopi refere que o aparecimento da Estrela Azul Kachina iniciará um período de grande purificação, um período em que a Terra será purificada e limpa da negatividade, em preparação para o surgimento do 5º Mundo (“virá quando Saquasohuh – estrela azul – Kachina dançar na praça e removerá sua máscara”).
Existe uma rocha num penhasco perto de Second Mesa, que pertence à reserva Hopi no Arizona. Neste penhasco está gravada uma imagem do nosso passado, presente e futuro. Este local é mais comumente conhecido como a rocha da profecia Hopi.
A profecia desta rocha descreve dois tipos de caminhos: o caminho daqueles que pensam com cabeça e o daqueles que pensam mais com o "coração". Podemos dizer que o primeiro caminho é o daqueles que usam mais o hemisfério esquerdo do cérebro, privilegiando o pensamento analítico, enquanto que o segundo caminho é o daqueles que usam mais o hemisfério direito, servindo-se mais do pensamento intuitivo. O homem moderno tem pouco equilíbrio porque vive numa sociedade em que o hemisfério esquerdo é o dominante. Atualmente damos mais ênfase ao raciocínio analítico e menos importância à intuição.
A profecia da rocha mostra um entroncamento no qual as pessoas vão ter de fazer uma escolha, ou continuam a pensar apenas com a cabeça ou decidem começar a pensar mais com o coração. Se escolherem o primeiro caminho, isso irá guiá-las à autodestruição, mas se escolherem pensar com o coração, então gradualmente regressarão ao estilo de vida natural e sobreviverão.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

O Crop Circle que desconcertou a cientistas do mundo todo

Esse artigo foi publicado em Maio de 2010 pelo StarViewerTeam e que realmente chama a atenção até dos mais céticos ao assunto 2012, pois mostra nitidamente que há MUITA informação de valor científico estudado e obviamente não divulgado nas mídias convencionais. Ou seja, quem espera ver esse tipo de notícia no Jornal Nacional ou Fantástico, pode esquecer.

Compartilho com vocês os dados estudados e atribuídos ao assunto. Quero deixar claro que não estou “forçando” nenhuma opinião. Leia e tire suas próprias conclusões.

No dia 22 de Maio, surgiu em Wilton Windmill um Crop circle que desconcertou absolutamente aos cientistas.
A figura mostra um código em ASCII (acrônimo para 'American Standard Code for Information Interchange', que em português significa "Código Padrão Americano para o Intercâmbio de Informação") com uma mensagem que pode decodificar-se em 9 dígitos de código binário.
Vários matemáticos do London University College, permaneceram atônitos diante do que se considerava incrivelmente imperceptível à primeira vista. Veja a notícia no link: independent

A cobertura do Crop circle transcendeu muito mais além da imprensa britânica, em que cientistas acadêmicos, transdisciplinares, biogeneticistas e matemáticos, convergem na interpretação do código, demonstrando uma excelência e objetividade sem precedentes até agora.
Pela primeira vez na historia recente, em nível acadêmico após as declarações de Stephen Hawking, já são muitos os cientistas que trabalham ativamente na decodificação dos Crop circles.
 
 
Na figura logo abaixo vemos a correlação em referencia da "equação de Euler", circunstancia na qual mostra que de fato existe um consenso geral na comunidade científica.
 
 
Clique AQUI para ver a foto em tamanho maior.
 
  Veja agora de forma mais detalhada as diversas hipóteses de trabalho que neste momento mantém em ALERTA toda a comunidade científica.

Esse diagrama exposto ao lado, corresponde a interpretação consensual ou regras de código ASCII decodificadas. Em seguida veja a decodificação original nos links abaixo:

psychedelicadventure ou logosmythos

Igualmente em: telegraph ou lucypringle A respeito dos documentos científicos de decodificação e interpretação, você poderá ver em: independent

Igualmente, encontrarão uma extensa recopilação de interpretações facilitadas pela comunidade científica independente, em Crop circle season arrives with a mathematical message

Analisando a mensagem “impressa” no disco, e depois de analisar todas as interpretações e particularidades, observe em seguida uma breve síntese das mesmas, que se baseiam na equação de Euler e a anomalia do Espaço-Tempo, assim como uma incontestável conta atrás. (3-2-1).


Síntese e aspectos comuns dessa interpretação:

1º.- Existe um consenso da comunidade científica, em que o código ASCII, representa a equação de Euler, e adicionalmente, contém uma sentença superposta duplicada que representa um binômio Euler/Fibonacci, sobre o dilema de dupla interpretação de (Pi ou Phi)

Euler = e ^ (i)pi +1 = 0

Euler/Fibonacci e ^ (phi) 1 = 0

Ambas interpretações estão contidas no código ASCII, que adicionalmente contém outra premissa: Uma curiosa “conta pra atrás”:

3->(2010) , 2->(2011) , 1->(2012) = 0 ZERO

2º- Foi recopilada uma síntese explicativa de todas as contribuições de cada equipe científica incluindo Starviwerteam. Todos chegaram a conclusões convergentes.

Veja abaixo a equação envolvendo todas as interpretações:

Clique AQUI para ver a foto ampliada.
Explicação do esquema:

1º.- Na parte superior, o “tempo linear”. Para toda conta atrás, 3-2-1, até o momento do 0(zero), o NÃO TEMPO. Esse NÃO TEMPO, não se refere a nenhuma catástrofe física, atribui-se a teoria da abertura de um “portal dimensional” que está se formando na parte inferior do gráfico: “A realidade quântica”. Ou seja, podemos dizer que a realidade Linear que em vivemos é um holograma.
Porém, a atual realidade em que vivemos (3D, 4  contando o 'Tempo') está, de certa forma, sofrendo uma modificação e em conseqüência disso, está modificando nosso DNA. As cadeias explicativas desse DNA estão contidas nesse código ASCII quando interagimos com a equação de Euler e os seguimentos.

Em concreto, contém uma relação entre os Raios Gama, as pontes de Hidrogênio e as seqüências ATGC de nosso DNA (Relação Ionogenomática).
Também contém a relação entre os Padrões de Harmônicos da Radiofreqüência e nosso Diferencial K-G (Os pacotes de Ressonâncias de Schumann). Todos esses processos estão ocorrendo já em nosso DNA, e este ciclo durará "três anos" (se completará neste período). Num mesmo “nível”, digamos que igualmente, a atmosfera da Terra, está se ionizando. Está se modificando para poder alcançar a ressonância necessária para o “ponto 0″ que está nos 13Hz atualmente. Ponto em que se produzirá a convergência para a abertura do “Buraco” de Einstein-Rossen. Nesse momento se abrirá completamente, um estado "diferente" da matéria parecido ao dos cristais (aether) de forma coerente e harmônico com as mudanças que estão ocorrendo em nosso DNA.

2º.- Na parte inferior, vemos, a superposição do binômio Euler/Fibonacci, assim como sua equivalência em formulação de planos alternativos ou hologramas convergentes e simétricos, tal e como vemos no estudo Hipergeometría:Las realidades alternativas son supersimétricas y los planos pueden superponerse

De fato, igualmente apreciamos que nesse cenário, há três fases coincidentes temporalmente e culminam com eventos que entram num horizonte de acontecimentos de uma “Ponte” (Einstein-Rossen) Um Buraco Negro.
Da informação contida nas equações parece deduzir-se, que cada posição dos setores, replicam exatamente diferentes cenários que são simétricos entre si, e que correspondem com uma viagem ao "Passado", ou seja: Voltaremos à origem, ou vamos mudar de plano. Finalmente, se "vê" uma espécie de “seleção” entre diversos planos possíveis. (Diversos cenários alternativos).

El código binario en los Crop Circles - Yohanan Díaz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...